22/07/2009

A MINHA É MAIOR QUE A TUA...

A única medida de coação imposta pelo Tribunal a Arlindo de Carvalho é a proibição de contacto com membros da antiga administração do BPN, liderada por Oliveira Costa.
A investigação do caso BPN resultou na abertura de mais um processo ao ex-conselheiro de Estado Dias Loureiro. Depois de ter sido constituído arguido por fraude fiscal, burla e lavagem de dinheiro, o Ministério Público acusa-o agora de corrupção, por ter recebido comissões no âmbito da venda de uma empresa de José Roquette.
Eu não sei que nome dar a estes ex-ministros de Cavaco Silva que ilegalmente insiste em não abandonar o cargo de presidente da república que nem me atrevo a chamar republica laranja podre ou quem sabe republica do canudo comprido a lembrar o filme “Garganta Funda” que tem muita mais qualidade quando comparado ao que assisto em relação a quem nos governa. Devo lembrar, que Cavaco Silva adiante designado como “mentiroso aldrabão” é, isso mesmo um mentiroso aldrabão que jurou “cumprir e fazer cumprir a Constituição Portuguesa”. Como já apresentei provas escritas de que ele faltou ao juramento, resta comparar a sua figura a estes seus ex-colegas do governo Cavaquista, no fim, tal como no processo Casa Pia vão todos ser declarados inocentes, adivinhem porquê. O Portas com os seus submarinos e outras que tais será, juntamente com os três pastorinhos e mais esta classe politica inocente que nos governa, motivo suficiente para abandonarmos o TGV e o novo aeroporto de Lisboa e, canalizarmos os empréstimos que vão falir de vez Portugal para outra grandiosa obra absolutamente indispensável à nação: a ampliação de Fátima, sim, a solução está à vista, um novo templo todo recheado de centenas de altares e com imagens de barro oco com as figuras de Carlos Cruz, Oliveira e Costa, Santana Lopes, Sócrates, etc. Até se podiam dar cópias do diploma de Sócrates autografadas à entrada ou, sorteios de um fim de semana na Herdade Portucalle com direito a um curso intensivo de três horas de quem quer ser politico e milionário? De certo a Maria José Morgado alinhava e com todo o conhecimento que tem acerca do assunto dava uma óptima professora, depois tinha-mos o Arlindo de Carvalho e o Dias Loureiro para as aulas práticas sem falar no Oliveira Costa para entregar os diplomas de fim do curso ou, até o próprio Sócrates, para a cerimónia de encerramento deste curso de interesse nacional tipo “PIN” pode-se sempre contar com o "mentiroso aldrabão" para o discurso de juramento dos novos diplomados. A cereja em cima do bolo.
Irei actualizar este post.
Cumprimentos a todos.
@Alexandre de Almeida.

19/07/2009

DEPUTADOS FALTOSOS, UMA VERGONHA...

Nem vale a pena dizer aqui, o quão grave é esta situação, não porque alguém vá morrer por isso, mas porque é uma falta de respeito pelos cidadãos e eleitores deste país. Se os deputados se estão a marimbar para nós, porque faltar discriminadamente, quer dizer para mim, que se estão a borrifar para o trabalho de deputado, acumulando outras funções que não essa, auferindo daí o vencimento inerente ao cargo de deputado. O que mais me espanta, é que para já, os mais faltosos são dos dois maiores partidos, PS e PSD, os mesmos em quem os estúpidos dos Portugueses tem votado estes anos todos, sim são estúpidos, e masoquistas. Segue então, na tabela abaixo, fonte "Diário IOL":

Deputados com uma única falta Justificada:
- Fernando Antunes e Ana Zita Gomes (PSD).
- Odete João, Vasco Franco e Maria José Gamboa (PS).

Deputados com apenas 2 Faltas Justificadas:
- Eugénia Alho (PS)
- Fernando Santos Pereira e Vasco Cunha (PSD)

Deputados com 3 faltas Justificadas:
- António Filipe, Bernardino Soares e Bruno Dias (PCP)
- João Semedo (BE)
- Carlos Lopes, Esmeralda Salero Ramires, Horácio Antunes, João Bernardo, Miranda Calha e Ventura Leite (PS)
- Marisa Costa (PS) mas só apresentou justificação para 1 falta.

Deputados mais faltosos todos, claro está, dos dois maiores partidos (escandalosamente justificadas, já que um trabalhador comum, era posto no olha da rua, num abrir e fechar de olhos):
- Carlos Páscoa Gonçalves, com 146 faltas (PSD)
- José Cesário, com 140 faltas (PSD)
- Virgílio Almeida Costa com 122 faltas (PSD)
- Mário David com 136 faltas (PSD)
- José Pedro Aguiar Branco com 105 faltas (PSD)
- Maria Carrilho com 103 faltas (PS)
- Alcídia Lopes 98 faltas(PS)
- Jorge Pereira 98 faltas (PSD)
- Paulo Portas 92 faltas (CDS/PP)
- Jorge Neto 91 faltas (PSD)
- Pedro Pinto 89 faltas (PSD)
- Paulo Rangel 83 faltas (PSD)

São estes, os que têm estado no governo, estes anos a fio, que nos tem "chulado", e gozam "à tripa forra" com o nosso dinheiro, é preciso dizer BASTA!!!

RETIRADO DO BLOG "MEMORANDO REVOLUCIONÁRIO"

@Fernando Marques
Pulseira Electrónica

17/07/2009

ALBERTO JOÃO JARDIM QUER PROIBIR O COMUNISMO.


Alberto João Jardim vai propor uma autêntica revolução na proposta de lei de revisão constitucional do PSD/Madeira que vai ser apresentada no Parlamento Regional no próximo dia 22, cinco dias antes de Manuela Ferreira Leite se deslocar à festa do Chão da Lagoa.

O presidente do Governo Regional da Madeira espera, deste modo, conseguir o apoio da presidente do partido.

Os sociais-democratas querem esclarecer o artigo 46º, nº 4 da Constituição da República Portuguesa sobre a «liberdade de associação». «A democracia não pode tolerar comportamentos e ideologias autoritárias e totalitárias, não apenas de direita, caso do fascismo, esta expressamente prevista no texto constitucional em vigor, como igualmente de esquerda, caso do comunismo», pode ler-se na proposta de Jardim, a que o DN teve acesso.

Entre outras mudanças propostas, está a referência a regiões autónomas no texto constitucional com maiúsculas, a substituição da expressão Estado Unitário por Estrutura do Estado, a extinção do «vigilante oficial», o representante da República, a possibilidade de candidaturas independentes às eleições legislativas regionais e a existência de partidos regionais.

Alberto João Jardim pretende também um reforço dos seus poderes, através da reconfiguração dos órgãos de Governo Regional, surgindo o cargo de presidente da Região Autónoma, que cumula a posição de chefe do Governo Regional.

Ao todo são mais de 30 alterações, uma «radical mutação nas disposições constitucionais de concretização dos poderes regionais».


NOTA: O Dr. João jardim, já que está numa de tom carnavalesco, e tem muito "papo" e "sangue na guelrra", devia propor, já agora na sua visão de revisão Constitucional, a indepêndencia da Madeira, e assim acabar de vez atolado na sua própria visão de democracia, claro está, sem menosprezar qualquer Madeirense, mas também culpabilizando a sua maioria por ainda votarem neste palhaço. ACABE-SE com o Dr. ALberto João Jardim, é muito mais fácil e custa menos à nossa democracia.


Fernando Marques
@Pulseira Electrónica

06/07/2009

Carta aberta aos palhaços da Nação

O Governo de gestão de Pedro Santana Lopes criou no mesmo dia do pedido de demissão a Portaria 59/2005, apesar de a Constituição Portuguesa no seu artigo numero 186 proibir governos de gestão de fazerem Leis ou Portarias, escrevi ao Presidente Cavaco Silva mal tomou posse a reclamar deste total desrespeito pela Constituição, chamei inclusive atenção ao Presidente Cavaco Silva que tinha jurado cumprir e fazer cumprir a Constituição Portuguesa. De nada valeu, Cavaco Silva não me deu cavaco e como tal faltou ao seu juramento de cumprir e fazer cumprir a Constituição, logo não o reconheço como Presidente da Republica Portuguesa mas sim um palhaço charlatão e mentiroso, o mesmo afirmo de José Sócrates a quem enviei a mesma missiva para que anula-se a Portaria 59/2005, nada fez, como tal afirmo que não passa de um palhaço charlatão e mentiroso. De seguida contactei partidos políticos para intervirem contra esta ilegalidade e grande falta de respeito pelos Portugueses, nada fizeram como tal considero-os uns palhaços charlatões e mentirosos. Posso e devo afirmar o mesmo do Procurador-geral da Republica e do anterior Provedor de Justiça entre outros a quem recorri também a pedir que se cumpra com a Constituição da Republica Portuguesa, como não passam de uns palhaços charlatões e mentirosos nada fizeram.A moral desta história é: somos governados por uma cambada de palhaços charlatôes e mentirosos que assim nos roubam a ganhar ordenados para o qual não foram contratados, prestam um mau serviço à Nação enquanto grandes grupos económicos engordam as suas contas bancárias à custa de uma Portaria ilegal com a cumplicidade de quem devia zelar pelos dinheiros públicos, Portugal está assim entregue a ladrões que governam a seu bel-prazer e que nas palavras de Maria José Morgado: “há políticos que entram pobres na política e saem milionários ao fim de poucos anos”.


Cumprimentos.
Alexandre de Almeida.

01/07/2009

NÃO ME DESILUDA, SENHOR MINISTRO.

Carta aberta ao nosso Ministro das Obras Públicas, doutor Mário Lino.

Excelentíssimo senhor Ministro.
Eu nunca fui muito admirador deste governo. Poucos trabalhos, mesmo poucos, efectuados por este governo, têm a minha aprovação.
Contudo, e apesar de não ser um amarrado partidário, sou um português de verdade. Por isto sofri e continuo a sofrer. Como tal, sinto-me no direito de reprovar, se for esse o meu entender, tudo o que esteja mal ou bem. Afastando algumas «atoardas», que nem sempre no modo mais adequado, mas que agora deixo para o particípio, o senhor Ministro sempre me deu a entender, ser pessoa tecnicamente evoluída e, profissionalmente, responsável.
Tudo isto para quê?
Tudo isto, para dizer ao senhor Ministro, que jamais pensei ver em si uma pessoa «medrosa» e incapaz de saber separar o “trigo do joio”.
Tendo senhor Ministro um plano de trabalho necessário ao desenvolvimento do País, por que motivo vem agora deixar que o País pare?
Medo? De quem? Bem, eu vou ver se acerto. Do presidente da república? Deste, eu não acredito. Este, já todos sabemos o que foi e do que é capaz. Não tem capacidade para se envolver, excepção feita a parir banqueiros e a distribuir fundos vindos de Bruxelas aos mesmos banqueiros e…, com os conhecimentos do senhor Ministro nem com a sua idoneidade. Para este, acredite senhor Ministro, eu ainda poderia arranjar mais alguma coisa. Contudo, ainda pode ser que volte a escrever sobre ele.
Medo da doutora Manuela Ferreira Leite? Bem, se for este o caso, o senhor Ministro está a «brincar» com os portugueses. A doutora Manuela Ferreira Leite, grande defensora da privatização da Caixa Geral de Depósitos e da Caixa Nacional de Pensões. Grande lutadora contra o ordenado mínimo e grande defensora das reformas de miséria tendo, mesmo dito, que os aumentos dos reformados serviam para “copos e serem roubados pelos filhos”, desses mesmos reformados, claro está, fico a pensar que o senhor Ministro, sendo pelo que aqui digo, desceu a um nível muito baixo. Estas pessoas não têm capacidade nem idoneidade para fazer com o que o senhor Ministro diga: “já estou velho para ser Ministro”.
Perante esta gente que aqui acabo de trazer, o senhor Ministro devia ter vergonha e, espero que a tenha, para voltar atrás em tudo o que disse: voltar a trabalhar com empenho e admitir que não é velho e que tem muita capacidade para ser Ministro.
Os outros, os que pensam lançar-nos areia para os olhos, deixe-os por conta do povo e, quem sabe, algum dia, por conta dos tribunais.
Não me desiluda, senhor Ministro.

David Santos, São João da Madeira

Carta Aberta a um pequeno ditador

Arquitecto João Ferreira
CARTA ABERTA a Francisco Louçã e aos pequenos ditadores do Bloco de Esquerda.
Exmo. Senhor Francisco Louçã, conhecedor que sou da politica poveira e dos candidatos à Câmara Municipal posso afirmar sem sombra de duvida que o candidato apresentado pelo Bloco de Esquerda o Arquitecto João Ferreira, que agora se afastou com a verticalidade que lhe é reconhecida é a única pessoa com provas dadas que poderia conquistar um lugar de vereador à Câmara Municipal. Ao que soube a comissão do Bloco de Esquerda de Vila de Conde exigiu ao Arquitecto João Ferreira uma lista composta por pessoas que ele não conhece, chegando mesmo um elemento da comissão vileira afirmar ao Arquitecto: “tens que engolir isto”, só quem não conhece o Arquitecto podia tentar um golpe tão baixo como estúpido. Saliento o facto do Arquitecto além da sua honestidade é conhecido na Póvoa de Varzim pela sua verticalidade e pessoa que não entra em jogos sujos, o Bloco de Esquerda não pode manter pessoas que fazem pequenas ditaduras e que tentam passar por cima dos outros com esquemas que vão contra os interesses e a ideologia do partido, devo lembrar ao Senhor Francisco Louçã que a ditadura já acabou e que posso garantir que caso aconteça outra candidatura à Câmara Municipal que não seja a do Arquitecto João Ferreira, o seu cabeça de lista não passará de um palhaço e será tratado como tal por todas as pessoas que apoiam o Bloco e, pelos próprios poveiros que não estão habituados a ser governados pelos vileiros e nem admitem a intromissão deles nos interesses da Póvoa de Varzim. Escrevo estas letras como forma de apoio ao Arquitecto João Ferreira e não como apoio ao Bloco de Esquerda que teima em fazer listas para as fotos com caras lindas ou como forma de pagamento de favores e não listas com pessoas que podem efectivamente fazer toda a diferença. Adianto ainda que caso insistam nesta asneira, aposto que o Bloco não vai ter os mesmos resultados tanto nas eleições anteriores como nas europeias aqui na Póvoa de Varzim.
Com os melhores cumprimentos
Alexandre de Almeida
É por estas atitudes de pequenos Salazares que pensam que podem tudo, neste caso a comissão do Bloco de Esquerda de Vila do Conde que o partido perde muitas vezes lugares elegíveis nas Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia, este caso a manter-se vai provar uma coisa, o povo está farto de palhaçadas e perde a confiança em quem o quer representar, no caso da Póvoa de Varzim é já certo que se não for o Arquitecto João Ferreira a avançar de novo com a sua candidatura toda a gente votará PS, no caso de Vila do Conde acontecerá o mesmo porque a comissão politica local já mostrou que joga por interesses que não são o do partido, pessoas que procuram aparecer em cartazes por pura vaidade não servem o povo, servem-se a eles. Uns narcisistas palhaços!