25/11/2011

A boa fé das Famácias, dos grupos Farmacêuticos e outros que tal...

Transcrevo o integralmente, o recebi por e-mail, de pessoa devidamente identificada!
«O BURACÃO» (do jornal «O Médico») 
(alguém foi entrevistado por um jornalista, que disse o seguinte:) 
«- Há uma grande fraude que se está a passar nas farmácias. 
- Ai sim? Ora conte lá isso... 

- O senhor jornalista lembra-se de quando ia aviar remédios à farmácia e lhe cortavam um bocadinho da embalagem e a colavam na receita, que depois era enviada para o Ministério da Saúde, para reembolso às farmácias? 

- Lembro, perfeitamente... Mas isso já não existe, não é verdade? 

- É... Agora é tudo com código de barras. E é aí que está o problema... É aí que está a fraude. Deixe-me explicar: como o senhor sabe, há muita gente que não avia toda a receita. Ou porque não tem dinheiro, ou porque não quer tomar um dos medicamentos que o médico lhe prescreveu e não lhe diz para deixar de o receitar. Ora, em algumas farmácias - ao que parece, muitas - o que está a acontecer é que os medicamentos não aviados são na mesma processados como se o doente os tivesse levantado. É só passar o código de barras e já está. O Estado paga. 

- Mas o doente não tem que assinar a receita em como levou os medicamentos? - Perguntei.

- Tem. Mas assina sempre, quer o levante, quer não. Ou então não tem comparticipação... Teria que ir ao médico pedir nova receita... 

- Continue, continue - Convidei 

- Esta trafulhice acontece, também, com as substituições. Como também saberá, os medicamentos que os médicos prescrevem são muitas vezes substituídos nas farmácias. Normalmente, com a desculpa de que "não há... Mas temos aqui um igualzinho, e ainda por cima mais barato". Pois bem: o doente assina a receita em como leva o medicamento prescrito, e sai porta fora com um equivalente, mais baratinho. Ora, como não é suposto substituírem-se medicamentos nas farmácias, pelo menos quando o médico tranca as receitas, o que acontece é que no processamento da venda, simula-se a saída do medicamento prescrito. É só passar o código de barras e já está. E o Estado paga pelo mais caro... 

Como o leitor certamente compreenderá, não tomei de imediato a denúncia como boa. Até porque a coisa me parecia simples de mais. Diria mesmo, demasiado simples para que ninguém tivesse pensado nela. Ninguém do Estado, claro está, que no universo da vigarice há sempre gente atenta à mais precária das possibilidades. Telefonei a alguns farmacêuticos amigos a questionar... 

- E isso é possível, assim, de forma tão simples, perguntei. 

- É!... Sem funfuns nem gaitinhas. É só passar o código de barras e já está, responderam-me do outro lado da linha.

- E ninguém confere? - Insisti. 

- Mas conferir o quê? - Só se forem ter com o doente a confirmar se ele aviou toda a receita e que medicamentos lhe deram. De outro modo, não têm como descobrir a marosca. E ó Miguel, no estado a que as coisas chegaram, com muita malta à rasca por causa das descidas administrativas dos preços dos medicamentos... 

Não me admiraria nada se viessem a descobrir que a fraude era em grande escala...

3 comentários:

Luís Coelho disse...

As falcatruas nunca mais acabarão.
Haverá sempre uma maneira de dar a volta e se puderem roubar vinte não se ficarão nem por metade.

A nossa sociedade só muda quando começarmos a ser mais bem formados na família, na escola e na sociedade.

A nossa sociedade está podre e os governos são grandes ladrões que se passeiam impunemente........

حرية الفكر والابداع disse...

nice post
thank u

Anónimo disse...

FALANDO SOBRE AS SCUT´S

O PIOR ESTA PARA VIR

Já começou ...............
Imaginem um iluminado destes que já andam a roubar matriculas para fazerem fraudes, começam a ter a ideia de bloquear toda a SCUT.
É simples !!!!
Basta colocarem pregos retorcidos ao longo de toda SCUT, ou ainda melhor ESTRELAS DE PREGOS, pega-se duas pontas de pregos de 6 mm com 15 cm, dobram-se ao meio 120º e um pontinho de solda, e já está,uma ESTRELA DE PREGOS.
Bastava um carro percorrer toda A22 , largar estas ESTRELAS DE PREGOS, umas 100 unidades para fazer o caos, caminhões e carros parados com pneus furados, e o transito um CAOS.
Espero que não façam isto, por favor ( rsrsrsrsrsrsrsrsrssrsrsrs ), já bastam o roubo de placas de automoveis ( hahahahahahahahahahahahaahahahhahaha ) .
Por falar em matrículas, desconfio que isto é uma estratégia dos MACHOS ALGARVIOS, para passarem nos pórticos, e em tribunal afirmarem que não são eles, e apresentarem a ocorrência policial para os ilibarem.
Vai ser um inferno nos tribunais, com milhares de casos, e os tribunais ficarão impossíveis, dá-lhes com força MACHOS ALGARVIOS !!!!!
Os melhores cumprimentos a todos os valentes ALGARVIOS MACHOS COM GENES DE BERBERE.