30/06/2010

O Lacrau

Ri-te, ri-te quando for para o .. até choras!
Num programa de televisão onde estava uma grande plateia, presidentes de câmaras municipais, associações de empresários, publico em geral, governo eu sei lá que mais, nem me interessa, estava de férias na minha paz e sossego.
Sei que às tantas um fulano do governo socretino, um tal Jorge Lá Cão ou Jorge Lacrau, para explicar que Lisboa coitadinha paga mais portagens que o norte, apresentou frente às câmaras de televisão dois mapas tamanho A4 para justificar tal situação.
Então o idiota apresenta primeiro um mapa tipo este:
E de seguida outro mapa tipo este:

O tamanho da folha é igual, só que a escala não é a mesma, ou seja: parece a mesma coisa mas não é. Visto a escala ser diferente o tal Lá Cão ou Lacrau tentou enganar a plateia e o resto dos espectadores do programa de televisão, ao utilizar a mesma folha A4 com escalas diferentes, fez toda a gente acreditar que o numero de quilómetros pagos em Lisboa era superior aos números de quilómetros isentos nas Scuts do norte.
E, por mais incrível que pareça ninguém topou a mentira!!!
Se esse FdaP (tradução livre: folhado da pasta) tivesse mostrado frente às câmaras de televisão os mesmos mapas à mesma escala toda a gente percebia que os quilómetros eram 5 vezes mais altos no norte a pagar, com este expediente (mentira) criou a ilusão que Lisboa a zona mais rica de Portugal estava a pagar pelo resto do País.
É desta raça que nos governa baseada em mentiras atrás de mentiras que os dinheiros do povo são canalizados para os bolsos de uns poucos (tenho saudades tuas Jorge Coelho), onde andas?



25/06/2010

POR FALAR EM PORTAGENS...

Portagens no Norte. E em Lisboa?

Caros Amigos, Salvo algum lapso involuntário, as seguintes vias com características de Auto-Estrada:
- Eixo norte-sul (todo)
- A1 (entre Lisboa e Alverca)
- A2 (entre Lisboa e Coina)
- A5 (entre Lisboa e Porto Salvo/Oeiras)
- A8 entre (Lisboa e Loures)
- A23 (toda)
- IC2 (todo, entre Lisboa e Póvoa de S.ta Iria)
- IC2, (todo, entre Almada e a Costa de Caparica)
- IC17/CRIL (todo)
- IC19 (todo, entre Lisboa e Sintra)
- IC21 (toda, entre Coina e o Barreiro)
- IC32 (toda, entre a A2 (Coina) e Alcochete)
não pagam qualquer portagem nem está previsto que venham a pagar. Estamos a falar de mais de 1000 km. Isto na Grande Lisboa. Percebe-se, é uma região desfavorecida do país, com poder de compra muito abaixo da média nacional... Direitos iguais, deveres iguais! Se Lisboa não paga portagens, o Norte também não tem de as pagar!!!
Pagam todos ou não paga ninguém!!!

16/06/2010

Por Falar em "patriotismo"...

Não posso conceber, nem aceitar, que alguém me venha com a história do "Patriotismo", por da cá aquela palha. Eu, que jurei Bandeira, defender a pátria, nem que fosse com o sacrifício da própria vida, a mim, não.
Sua Excelência, o Prof. Aníbal Cavaco Silva, Presidente da Republica Portuguesa, numa visita, à bem pouco tempo, ao Algarve, dizia e apelava ao "Patriotismo" dos Portugueses, em passarem férias cá dentro, pois dando o exemplo, de que as férias passadas fora do país seriam consideradas "Importações", que bela aula de economia, parecia um professor que tive nos tempos de liceu, dando exemplos concretos da vida cotidiana das pessoas, para explicar essa tão afamada "Economia", outra coisa não era de esperar, vindo de um Professor catedrático na matéria.
Mas, eu pergunto-me, se não são consideradas "importações", os productos hortícolas que compramos forçosamente à UE, se não são "Importações" o pescado que compramos à UE, se não são também "Importações", todos os bens essenciais, como medicamentos e produtos farmacêuticos, que somos obrigados a comprar aos lobbies Europeus dos Farmacêuticos?
Patriotismo, para mim, é defender o que é Português, com unhas e dentes, é defender as pescas, o tecido insdustrial (arrasado pelas sucessivas políticas de desinvestimento), o sector das pescas, onde se pagram fortunas para abater froats de Pesca, na Agricultura onde fortunas também foram gastas para não se cultivar, etc, etc e tal...
Ser Patriota, cmo faz questão o senhor PR, é dar estes problemas como factor principal para a saída da crise, e ter em conta, que em casa, mandamos nós, não ter medos dos lobbies europeus e dos magnatas do capitalismo, olhar de frente para os problemas do país, e resolvê-los, e deixar-se de lamechisses folclóricas, para mostrar que anda preocupado, só porque temos eleições presidenciais daqui a um ano.
Para mim, Cavaco está já em adiantado estado de campanha, e como apanágio do que os políticos nos tem habituado, com promessas falsas e mentiras pegadas.
Haja coragem de levar Portugal para a frente, mas com esta gente, os medrosos da UE, só teremos mais fome e mais miséria.
Carlos Rocha
@Beezz

12/06/2010

Primeiro Ministro Ferrero Rocher

Ando desaparecido daqui por ter mudado de computador (outra vez) e ter tido umas visitas muitos esquisitas por parte de certos artistas cujo IP vem da SIS ou o raio que os parta.
O crime que cometi foi afirmar que o Governo está ilegal a começar pelo presidente da república, basta ver textos meus que provam isso de acordo com a Constituição da Republica Portuguesa no seu Artigo nº 186.
Mas hoje consegui vir aqui junto dos meus amigos e leitores deste blogue só para mostrar como o Pinóquio quer resolver o emprego em Portugal.
Segue a lista de novos empregados. São todos tipo: “apetece-me algo”
Despacho n.º 8346/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Requisita à empresa Deloitte & Touche, Lda., António José Oliveira Figueira, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8347/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Requisita à Associação dos Bombeiros Voluntários de Colares Rui Manuel Alves Pereira, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8348/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Requisita ao Sindicato dos Trabalhadores de Escritório, Comércio, Hotelaria e Serviços Vítor Manuel Gomes Martins Marques Ferreira, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8349/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Augusto Lopes de Andrade para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8350/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Requisita à empresa Companhia Carris de Ferro de Lisboa, S. A.,Arnaldo de Oliveira Ferreira, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8351/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Designa o assistente operacional Jorge Martins Morais da Secretaria-Geral do Ministério da Cultura, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8352/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Designa o assistente operacional Jorge Orlando Duarte Vouga do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I. P., para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8353/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Jorge Henrique dos Santos Teixeira da Cunha para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8354/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Designa a agente principal da Polícia de Segurança Pública Liliana de Brito para exercer funções de apoio administrativo no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8355/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública José Duarte Barroca Delgado para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8356/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Manuel Benjamim Pereira Martinho para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8357/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Horácio Paulo Pereira Fernandes para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro
· Despacho n.º 8358/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18
Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral
Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Custódio Brissos Pinto para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

Para o carro do primeiro-ministro precisar de tantos motoristas é porque pega de empurrão?
Mais valia terem mudado a bateria

06/06/2010

Mais Roubos – Os Saques Continuam Impunemente

Na sequência de outros posts sobre o mesmo tópico publicados neste blog, transcreve-se agora um e-mail recebido por se reconhecer a sua importância informativa na comprovação de que ultrajantes salários-roubos são considerados como um direito por todos os gatunos à solta, autorizados por legislação feita por ladrões, os quais que se julgam com esse direito.

Por outro lado, a própria população, afeita à crença de que o a oportunidade dá direito ao roubo e é um direito democrático de que eles mesmos podem usufruir, nem pestaneja. Pois se chagam a acreditar que a culpa de ser roubado é da vítima! Quando se fazem manifestações sobre cortes salariais, nem a mais pequena menção se levanta contra estes roubos! Se não o exigem, como pensam obtê-lo? Como podem contestá-lo? Que continuem a tirar a comida das suas bocas e das de seus filhos e a enfiem nas dos ladrões e seus clãs. Como mudar um país assim? Só o sofrimento que se aproxima a passos largos ensinará a compreender os erros que têm dirigido as suas vidas, os seus princípios do mais baixo nível, os heróis rascas que elegeram, como dos seus filhos fizeram animais selvagens, brutos e estúpidos. Como prova de inteligência e de reconhecimento, elegeram a presidente o próprio e principal autor da sua desgraça. Masoquismo ou bruta estupidez?

No auge do seu profundo atraso, a população foi convencida de que era avançada e levada ao despesismo, gastando o que não ganhava. Os bancos roubaram à vontade e sem controlo e pagando impostos reduzidos; a população tem-os pago em seu lugar. Nas escolas jamais se ensinou aquilo que se ensina na Europa é que conhecido como contabilidade doméstica, que ensina a gerir o orçamento familiar. Tampouco a defenderem-se da publicidade, deixando todos nas mão de outra seita de ladrões por oportunidade.

Agora algo vai mudar, pois que com a dívida externa e os escamoteamentos e falsificações de informações sobre ela prestados à União Europeia (todos os governos o fizeram), esta vai passar a controlar todas as opções económico-financeiras dos governos nacionais, passando estes a uma maior dependência. Ora como os governos têm sido incapazes de reduzir as suas próprias despesas isto significa um grande acréscimo de miséria para aqueles que lhes pagam os esbanjamentos, o Zé Povinho, claro. Os carneiros e os lorpas que até agora têm acreditado na banha da cobra dos políticos de qualquer partido que lhes têm escondido este facto – há anos bem explicado no site e nos blogs do autor – vão agora sangrar e amargurar muito mais que se tivessem parado as máfias políticas há mais tempo em lugar de darem ouvidos a ladrões políticos e jornaleiros imundos, ambos culpados. Se não se quer controlar os políticos, então que não se reclame pela miséria que daí só pode impreterivelment advir.

03/06/2010

Impunidade de Estado Terrorista

Boicote os produtos de Israel - Israel é um estado sionista, nazi e terrorista que não cumpre as resoluções das Nações Unidas
Israel, país fora da lei, de sionistas nazis assassinos que nunca respeita as decisões das Nações Unidas, comete acções de pirataria de acordo com a legislação internacional. Assaltaram uma pequena frota de ajuda humanitária ao milhão de presos que esse país de malditos mantém desumanamente no enorme campo de concentração de Gaza.

Em águas internacionais, assaltaram as barcaças de ajuda humanitária descendo de helicópteros por cordas. Os assaltantes sionistas acusam assanhadamente os humanitários por estes se terem defendido do assalto expulsando-os das barcaças a paulada, com cadeiras e outros objectos do género – por não existirem quaisquer armas nas embarcações – como se fosse crime defender-se dum assalto sanguinário daquela peste maldita. Querem assim justificar este acto criminoso. Como de costume, as vítimas dos sionistas são sempre os culpados e nunca têm direito a defesa.

«Richard Falk, o Relator Especial das Nações Unidas para os territórios ocupados, afirma que Israel usou armas mortíferas contra civis desarmados e que matou activistas dos direitos humanos.» Onde está a novidade? Não é o que acontece desde que Israel ocupou aquele território e começou a roubar as terras dos vizinhos?

Às exigências da União Europeia, das Nações Unidas e de outros países e organizações para que se processe um inquérito internacional independente, o assassino mor – Benjamin Netanyahu – chama a isso «hipocrisia» e acrescenta que «Israel tem todos os direitos para interditar armamento e inspeccionar os barcos que possam transportá-lo». O que significa que Israel, em nome desse direito que se arroga, pode piratar barcos em águas internacionais contra a legislação, tem todo o direito de escravizar um povo, manter a sua maior parte em campos de concentração, de lhes roubar a água e outros bens naturais e mesmo de lhes roubar parte do território. Ora, se isto não é uma guerra por o povo dominado não ter meios para a fazer, daí os sacrificados não têm direito a defender-se nem em ripostar os ataques contínuos.